Aos 89 anos, Nair Olivieri conta um pouco do que viveu em Macaubal

Aos 89 anos, Nair Olivieri conta um pouco do que viveu em Macaubal




Moradora é uma das mais antigas do município


Macaubal completa 89 anos de fundação no próximo dia 02 de maio, uma das moradoras mais antigas da cidade acompanhou toda essa evolução de perto.

Nair Rodrigues Olivieri hoje está com 89 anos, fará 90 no dia 05 de outubro. Nasceu em 1923 no Sítio Santa Barbara nas proximidades de Macaubal. Casou-se aos 17 anos com Agenor Olivieri (In Memoriam) um farmacêutico do município, com quem teve seis filhos: Agenor Filho, Carlos Alberto, Nilda, Lucia (In Memoriam), Sonia e Ana Tereza.

“Quando comecei a vir para Macaubal não tinha nada disso que tem hoje, não era essa cidade, o que víamos era apenas a rua principal com poucas casas e uma igrejinha pequena na Praça”, lembra Nair. O marido, de família italiana, sempre teve seu comércio, uma farmácia de sociedade com o irmão na Rua Carmo Buissa.

“O Agenor, assim como eu, muito católico, participou da construção da igreja junto com outras pessoas e o Padre Domingos”, destaca Nair. “Aliás, foi o Padre Domingos quem fez a cerimônia do nosso casamento na Paróquia de Macaubal”, diz.

O marido ainda foi o segundo prefeito do munício, ficou por um mandato fora e voltou no seguinte. “Mesmo assim não mudamos nada com as pessoas, sempre fizemos questão de sermos nós mesmos, muito humildes”, conta Nair.

Nair dedicou a vida para cuidar das pessoas de Macaubal, trabalhou durante 31 anos no Centro de Saúde. “Eu era atendente, mas fazia de tudo, aplicava até injeção e olha que nunca arruinou nenhuma”, brinca.

Hoje Nair é uma das moradoras mais antigas da cidade, conhecida por todos, aliás, adora receber visitas. “Gosto daqui porque vem bastante gente me visitar. De tarde sento no banco em frente de casa e as pessoas que vão passando me cumprimentam e até param para conversar”, afirma. “Não tem mais ninguém do meu tempo na cidade, mas não estou sozinha, tenho muitos amigos no município”, finaliza.